18
Abr
2017
0
10 coisas que odeio em ti

10 coisas que odeio em ti

Filme: 10 coisas que odeio em ti

Inspirada num dos famosos filmes que fez parte da minha adolescência, “10 things I hate about you” de 1999 (já passou tanto tempo?!), decidi escrever também as 10 coisas que mais me incomodam nele.

  1. Odeio amar-te tanto que me impede de sair de perto de ti durante muito tempo.
  2. Odeio o teu preconceito e forma de colocar rótulos nas pessoas, como se houvesse pessoas melhores que outras, os chamados “doutores e engenheiros” a quem dás tanta importância.
  3. Odeio quando te tornas intolerante e indiferente aos outros. E fazes isso tantas vezes…
  4. Odeio quando reclamas de tudo e mais alguma coisa, muitas vezes com razão, é certo. E odeio  ainda mais quando não tomas a iniciativa para mudar o que proclamas estar mal, só porque te é difícil estar disponível para a mudança.
  5. Odeio as tuas opiniões sobre como te conformas com a “escravidão do século XXI” (que já teve direito a um nome pomposo, a agora chamada “precariedade”),  porque antes do teu valor e das tuas capacidades, é para ti mais importante aceitar o que te dão. Eu bem sei que aceitas por precisares tanto, mas espero que saibas o quão errado está e quanto isso prejudica as próximas gerações que aprendem que mais importante que lutar pelo que sonham, é acomodarem-se ao pouco que têm.
  6. Odeio gostar tanto de me aventurar em ti e descobrir todos os teus encantos a cada dia que passa
  7. Odeio que te preocupes mais com o que as pessoas pensam, do que em alterar o que não gostas na tua própria vida.
  8. Odeio não odiar o teu lado misterioso e mágico que me transmites, o teu brilho que emanas aos que te rodeiam, e do teu lado solidário quando vês alguém em sérios apuros.
  9. Odeio as tuas mudanças de humor, que me impedem de saber o que esperar quando saio de casa. E principalmente do teu pessimismo, onde o foste buscar?
  10. Odeio o sentimento de impotência que tenho quando penso em ti. Ás vezes acho que não tens ideia do quão especial és e do enorme potencial que tens para crescer.

 

Por isso, Portugal, tenho esperança por ti e por todos os que estão a contar contigo.

Ela